Gutman Uchôa de Mendonça: A Copa dos gastos

2 de junho de 2014



A sociedade brasileira precisa saber: os negócios da Copa do Mundo de Futebol fazem parte de um “jogo financeiro” da Fifa, de dirigentes (cartolas) e de governantes nacionais.

Giram, em favor da organização internacional, no presente momento, em torno de US$ 6 bilhões de dólares em direitos autorais, sobre a negociação dos ingressos, direitos de retransmissão e propagandas as mais variadas, pela mídia mundial.

Essa monstruosa sangria de recursos de nações compostas de povo e governo de miolos moles, sem uma afirmação do que seja
responsabilidade, ingressa nesse tipo de negócios escusos, onde ingressos para jogos diversos podem chegar até R$ 9 mil.

Como se recorda, Lula nosso professor de sabedoria, o governador Sergio Cabral, do Rio de Janeiro, um bando de cartolas de poucos escrúpulos  e uma parcela da sociedade reconhecidamente burra, embora mínima, mas que só vê carnaval e futebol em suas cabeças, são responsáveis por estarmos assistindo a um gasto exorbitante de recursos nacionais para reformar doze estádios de futebol, numa distribuição maluca de jogos por diversos pontos da nação, com objetivo exclusivo de engambelar os trouxas, sem avaliar a grave situação nacional nos seus programas de saúde, educação, segurança e transportes de massa.

É impossível agora uma avaliação do que vai ocorrer no Brasil em termos de tumulto, insegurança, em virtude da anunciada revolta popular, devido aos gastos para preparar estádios para os jogos, muitos dependendo de infraestrutura de transportes e até mesmo término de obras  nas praças em reforma.


Estamos diante de um bando de inconsequentes, de irresponsáveis,  de gente que vislumbra à sua frente os cifrões que podem amealhar, pouco se incomodando com a situação da própria sociedade, sem um mínimo de cuidado nos campos da saúde ou educação, coisas básicas, mais importantes para a vida de um povo.

Nós não sabemos o custo social dessa tremenda asneira.

As pesquisas mostram que 86% da sociedade repudiam os gastos com a copa. Qualquer pessoa medianamente esclarecida sabe que não vivemos de copa do mundo de futebol. Uma minoria nacional gosta de futebol, se prende à frente dos televisores ou vai aos estádios torcer por este ou aquele time. A maioria não vai, não suporta a violência, não quer morrer de forma estúpida.

Lula, essa gente que está no poder, é que vai ser responsabilizada brevemente pelo que ocorrer no Brasil a partir de junho próximo.

Os resultados da Copa do Mundo de Futebol no Brasil são imprevisíveis. Tomara que o país se mantenha de pé...

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49